Cachoeirinha 26 de Julho de 2014

Gravataí

Comitê apresenta sugestões para duplicação da RS-118

Projeto foi discutido pelo Comitê de Obras de Infraestrutura Viária da Região

Projeto foi discutido pelo Comitê de Obras de Infraestrutura Viária da Região

O cronograma das obras de duplicação da RS-118 foi discutido em audiência do Comitê de Acompanhamento das Obras de Infraestrutura Viária da Região Metropolitana de Porto Alegre e o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque, na última sexta-feira (18) em Porto Alegre.

O coordenador do comitê, deputado federal Ronaldo Zulke (PT/RS), pediu ao secretário que a duplicação da RS-118 seja considerada prioritária pelo governo estadual para que as obras avancem e possam ser concluídas ainda em 2012, junto com a BR-448, a Rodovia do Parque. O deputado sugeriu também que os recursos da CIDE (imposto sobre combustíveis) sejam concentrados para aplicação na rodovia.

“A RS-118 está localizada em uma região por onde circulam três milhões de habitantes e 80% do PIB gaúcho”, ilustrou o deputado, para quem a RS-118 é a rodovia mais violenta do Estado. Dados da SAMU de Sapucaia do Sul apontavam, em 2009, uma média de uma morte a cada 18 dias nos primeiros cinco quilômetros da estrada.

Obras serão retomadas em abril

Ronaldo Zulke lembrou a Beto Albuquerque que, após a abertura do processo de licitação de alguns trechos durante o governo Olívio Dutra, nenhuma obra foi executada pelos governos seguintes. “Ficamos 12 anos sem obras entregues em nenhum quilômetro da RS-118”, lamentou o deputado.

O secretário Beto Albuquerque foi solidário às reivindicações. Durante a audiência, ele anunciou que assinará a Ordem de Serviço da duplicação da RS-118 entre o Km 11 (entroncamento com a BR-290) e o Km 22 (entroncamento com a RS-040), trecho já licitado. Ele espera retomar as obras em abril deste ano e avançar nos trechos onde não há necessidade de reassentamento de famílias. Segundo Beto Albuquerque, do total de R$ 200 milhões do orçamento da pasta, R$ 38 milhões são destinados para a RS-118. Ele aguarda, ainda, liberação de recursos do BNDES na ordem de R$ 200 milhões, valor que, de acordo com o secretário, daria conta da totalidade da duplicação da RS-118.

O secretário pediu prioridade aos técnicos do DAER presentes para a questão do viaduto no entroncamento com a RS-040, independente da licitação para a duplicação dos 22 quilômetros da rodovia, em Viamão.

Moradias

Dos 40 quilômetros da RS-118, o trecho entre o Km zero e o Km cinco, em Sapucaia do Sul, é o que apresenta maiores problemas. Cerca de 800 famílias residem na faixa de domínio da rodovia e no projeto deste trecho não foram previstos recursos para a realocação das pessoas. O deputado Zulke e o secretário Beto conversaram sobre a possibilidade de buscar recursos do governo federal para dar conta desta demanda.

Ação integrada

O deputado sugeriu que o comitê continue acompanhando os avanços das obras da RS-118 por meio de reuniões a cada dois meses, contando com a participação dos prefeitos e vereadores que coordenam os comitês municipais. Por sugestão do prefeito de Sapucaia do Sul, Vilmar Ballin, a próxima reunião será realizada neste município. Foi solicitado ao secretário que apresente, nesta ocasião, um plano estratégico para enfrentar o tema da RS-118 como um todo.

Retrospectiva do comitê

O deputado Ronaldo Zulke fez um breve relato dos resultados obtidos pelo comitê até agora. Destacou a conquista dos recursos de R$ 824 milhões via PAC do governo federal para a construção da BR-448, a Rodovia do Parque, que ajudará a resolver o gargalo da BR-116 na região. Citou ainda a duplicação da ponte sobre o Rio Gravataí, a ser inaugurada em breve; o viaduto de Sapucaia, que enfrentará um terceiro processo de licitação; o viaduto da Unisinos, que está quase pronto, o trevo em Canoas na Tabaí (BR-386) com a BR-116, já entregue, e o viaduto do Rincão, em Novo Hamburgo, em fase de conclusão. “Em 2008 realizamos o seminário SOS BR-116 em Canoas e recolhemos 90 sugestões da comunidade local, que foram entregues ao DNIT que, por sua vez, elaborou um Termo de Referência para o projeto de obras complementares em toda a BR-116”, recordou Zulke.

Entre as melhorias operacionais na BR-116 estão o alargamento das pistas de Porto Alegre até Novo Hamburgo; o monitoramento por vídeo; a futura implantação de painéis eletrônicos tornando-a Rodovia Inteligente; serviço de guincho 24 horas; passarelas, iluminação e ostensiva sinalização da rodovia.

Presenças

Estiveram presentes o prefeito de Sapucaia do Sul, Vilmar Ballin, o prefeito de Esteio, Gilmar Rinaldi, o deputado federal José Luiz Stédile (PSB), deputado estadual Daniel Bordignon (PT), o deputado estadual Miki Breier (PSB), o secretário de Trânsito e Transporte de Cachoeirinha, Felisberto Xavier, representando o prefeito do município, o secretário de Trânsito e Transportes de Gravataí, Denis Macedo, representando a prefeita do município, o secretário de Transporte e Mobilidade Urbana de Canoas, Luiz Carlos Bertotto, o Secretário Geral de Governo de Sapucaia do Sul, Selvino Armando Scheibel, o secretário de Planejamento Urbano de Sapucaia do Sul, Cirço Martins da Rocha, o vereador do PT de Esteio, Leonardo Dahmer, a vereadora do PT de Cachoeirinha, Rosane Lipert, o vereador do PT de Gravataí, Airton Leal, o vereador do PT de Alvorada, professor Serginho, o vereador do PT de Gravataí, Carlos Souza de Medeiros, o professor João Hermes Junqueira (Unisinos), o diretor do Grupo Sinos Mário Gusmão, assessores técnicos do DAER, e representantes de prefeituras, secretarias e de deputados. 

 




Data de publicação: 23/02/2011 - 18:20:03

Postar comentário

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do site. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Os leitores e usuários desse site encontram-se sujeitos às condições de uso do Clic Tribuna e se comprometem a respeitá-las.






Nome:

E-mail:

Mensagem:

Imprimir Indique a um amigo
Seu Nome

Seu Email

Email do Amigo
 
Comentários

Claudio: Lamentável esse caso da duplicação da RS 118, que a anos está em obras e não se Vê avanço algum. Porque será que está demorando tanto???

28/02/2012 - 11:05

Julio Cesar Engel: Só vejo notícias sobre a duplicação da RS118. Faz anos, e a única coisa que é concreto mesmo:são muitos acidentes acontecendo e mortes, sem falar dos buracos que tem na estrada, onde sacode a todo instante a minha residência por causa deles. Moro em Esteio, onde a minha rua faz esquina com av. Luiz Pasteur, proximo do KM 02, até agora não vi uma máquina na estrada. O governo do Estado já anúncio que a obra do viaduto na BR116 com o pôrtico de Sapucaia, inicia dia 06, amanha, e realmente vai acontecer porque, foi confirmado que máquinas estariam lá amanha. Parece que quando se trata de obras do estado RS, não sai do papel. Ninguem assume do início ao fim. Fica num empurra em empurra e não se vê acontecer. Como anunciaram em janeiro deste ano o inicio das obras no KM 0 ao 5 na RS 118, mas ainda estão descutindo o acentamento das famílias. Mas, os acidentes estão acontecendo nela e isto parece não preocupar muito as autoridades. Sem falar no alto fluxo e tranqueiras. Até quando, vamos deixar de priorizar esta obra? Governo do RS?

06/02/2013 - 10:52

Redes sociais

Publicidade Flores da Cunha AO VIVO Publicidade PublicidadeFisiocorpo Centro de Fisioterapia Publicidade Publicidade Publicidade Publicidade estetica_e_beleza/afiliados/300x250.gif
Nossos produtos

Portal Clictribuna
Guia Comercial
Jornal Tribuna - Digital




Política de  Privacidade

Termos de Uso do Site
Atendimento

contato@clictribuna.com.br
Cachoeirinha
Rio Grande do Sul

(51)  9677.1086