Cachoeirinha 28 de Abril de 2017

Cachoeirinha

Defesa Civil remove famílias da Olaria e do Meu Rincão

Até o momento, a Defesa Civil do município retirou 60 pessoa

Até o momento, a Defesa Civil do município retirou 60 pessoa Foto: Thayná Bandasz

Até o momento, a Defesa Civil do município retirou 60 pessoas, sendo 13 famílias, uma do Meu Rincão e 12 da Olaria, e as alojou na Casa de Cultura. O Rio Gravataí está 3,75m acima do nível normal, que é de 1,60m, totalizando 5,35m.

 

A chuva que atinge o Rio Grande do Sul desde quinta-feira e que até agora deixou mais de 8 mil desabrigados, também causou danos em Cachoeirinha. A Defesa Civil trabalha em regime de plantão há cinco dias, monitorando a situação das famílias que moram em áreas de risco da cidade.



No domingo, foram retiradas pessoas do bairro Meu Rincão cujas casas estavam alagadas. Uma destas famílias foi encaminhada para a Casa de Cultura e as demais foram para a casa de parentes. Segunda-feira, 12 famílias da Olaria foram retiradas de suas casas e transferidas para o mesmo local e alguns moradores optaram por ficar provisoriamente abrigados com os próprios vizinhos, que tem casas mais altas.



O Prefeito Vicente decretou hoje situação de emergência na área da Vila Olaria, Meu Rincão e região ribeirinha de Cachoeirinha, publicado no diário oficial do município. O secretário de Governo, André Lima, ressalta que a Prefeitura está colocando todas as Secretarias e os recursos disponíveis para minimizar os danos e o sofrimento das famílias. "Nossa Secretaria está atuando diretamente na remoção e no cuidado com estes moradores, através da Defesa Civil", destaca o titular da SMG.



A Defesa Civil montou uma estrutura na Casa de Cultura para receber os desabrigados, em sua maioria mulheres e crianças. É comum um integrante da família, normalmente o marido, ficar na casa para cuidar dos pertences que não puderam ser levados na remoção. O abrigo foi dividido em 13 boxes para manter um pouco da privacidade das famílias; além de contar com um banheiro masculino, e um feminino e infantil, ambos com banho quente. A alimentação está sendo fornecida pela Secretaria de Cidadania e Assistência Social (SMCAS).



O coordenador da Defesa Civil, Luís Fernando Kern Rodrigues, afirma que ainda não há previsão de quando as famílias poderão retornar a suas casas, já que isso só poderá ocorrer quando o rio baixar e cessar totalmente o risco de enchente. "É muito importante que as pessoas ajudem com doações de roupas e alimentos. Para doar, basta ligar para 3041-6216, que eles informam como fazer", completa o coordenador.



O supervisor da Defesa Civil, Cemarino de Freitas Rosa, conta que a maior recompensa que recebe por seu trabalho é a gratidão das pessoas, especialmente das crianças. "Tem uns que eu conheço há muitos anos e a gente percebe como nosso trabalho é importante pra eles", relata. Tal constatação é evidenciada no carinho que os irmãos Aron e Kenue Urbano da Silva, sete e oito anos, respectivamente, demonstram por Cemarino. "Ele sempre vem nos salvar quando chove. Ele nos ajuda muito", desabafa Aron, abraçando seu herói.



A dona de casa Elaine Reis dos Santos, moradora do Meu Rincão, perdeu tudo o que tinha por causa das chuvas, inclusive uma geladeira e um fogão novos, que havia ganhado recentemente. Até mesmo sua casa foi destruída pela enchente dos últimos dias. Ela foi com os quatro filhos para o abrigo montado na Casa de Cultura. "Saí só com a roupa do corpo. A única coisa que consegui salvar foi o meu documento de identidade", conta a mulher.



A moradora da Olaria Maria Aparecida saiu de casa com os filhos e conseguiu levar para a Casa de Cultura algumas roupas. "Nós precisamos de ajuda, principalmente leite para as crianças", pediu a dona de casa.



Hoje, a Defesa Civil está novamente nas áreas de risco, verificando se há mais famílias para serem removidas. A remoção em casos de alagamento sempre é realizada pelos Bombeiros, que retiram as pessoas de barco, e é acompanhada pela Defesa Civil. O número de famílias removidas de suas casas ainda pode aumentar, ao longo dos próximos dias.


Diretoria de Cominicação

 




Data de publicação: 27/08/2013 - 13:57:36

Postar comentário

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do site. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Os leitores e usuários desse site encontram-se sujeitos às condições de uso do Clic Tribuna e se comprometem a respeitá-las.






Nome:

E-mail:

Mensagem:

Imprimir Indique a um amigo
Seu Nome

Seu Email

Email do Amigo
 
Comentários

Redes sociais

Publicidade Flores da Cunha AO VIVO PublicidadeWCI mais novoPublicidade Publicidade Publicidade Publicidade Publicidade Publicidade
Nossos produtos

Portal Clictribuna
Guia Comercial
Jornal Tribuna - Digital




Política de  Privacidade

Termos de Uso do Site
Atendimento

contato@clictribuna.com.br
Cachoeirinha
Rio Grande do Sul

(51)  9677.1086