Cachoeirinha 29 de Abril de 2017

Cachoeirinha

Energia a partir do processamento de resíduos sólidos

Cachoeirinha poderá produzir energia a partir do processamento de resíduos sólidos

Cachoeirinha poderá produzir energia a partir do processamento de resíduos sólidos Energia a partir do processamento de resíduos sólidos / Foto: Divulgação


O método está sendo testado pela Universidade de Brasília (UnB), onde o vice-prefeito, Gilso Nunes, e os secretários de Planejamento, Charlante Stuart, e de Meio Ambiente, Fernando Medeiros, estiveram recentemente.

 

A ideia é construir uma usina termoelétrica em Cachoeirinha, que produzirá energia através da pirólise - que significa a queima em alta temperatura, acima de 1000 graus centígrados - do lixo produzido no município. O processo técnico funciona, resumidamente, da seguinte maneira: em uma esteira são colocados os materiais, que depois passam por um secador e por fim pela pirólise. A incineração do lixo em alta temperatura libera gases, que se transformam em energia. O que sobrar do lixo, que não pode ser queimado, como vidro, por exemplo, será descartado em aterros ou vira adubo, se possível. Este tipo de resíduo, chamado de material inerte, é de 3% a 5% dos materiais, o que significa que a maior parte do lixo da cidade poderá passar pelo processo de pirólise.



Conforme o vice-prefeito, o objetivo é praticamente eliminar a utilização do aterro sanitário. "Antigamente, pagávamos R$ 50 por tonelada para depositar nosso lixo no aterro Santa Tecla. Hoje, pagamos R$ 100 para o aterro de São Leopoldo. Com a implantação desta usina, pagaremos R$ 50 por tonelada, e teremos em troca a produção de energia", esclareceu Gilso. Ele explicou ainda que são produzidas 80 toneladas de lixo por dia em Cachoeirinha que, divido por 24 horas, geram uma energia de 3,3 megawatt/hora, que será a energia produzida com esta nova tecnologia. "Quando concretizarmos o projeto, a energia produzida será suficiente para suprir quase toda a rede de iluminação pública" completou o vice.



A usina será construída e irá operar através de uma Parceria Público Privada (PPP). Até o final do ano, deve ser lançado o edital para que as empresas interessadas possam concorrer no processo de licitação. A previsão é que o projeto seja implantado em 2014 e que comece a operar a partir de 2015. Em contrapartida, o município cederá uma área de 5 a 10 mil m² para a empresa vencedora da licitação se instalar. Tão logo a UnB conclua os testes para comprovar a eficácia do equipamento e a liberação dos gases para produção de energia, será aberto o processo de licitação.



As principais vantagens do novo modelo de processamento de resíduos sólidos são a economia de recursos financeiros e a preservação do meio ambiente. Gilso revela que o método tem a previsão de também ser implantado em cidades do Estado de São Paulo. O vice conta ainda que a ideia de usar a tecnologia da pirolise - que é de domínio público - para processar o lixo e produzir energia surgiu a partir de um seminário de resíduos sólidos que Gilso assistiu ano passado, na FIERGS. "Eu me interessei por este método porque ele atende a diferentes necessidades do nosso município, como a questão ambiental e financeira. Nosso desejo é que Cachoeirinha se torne referência no processamento de resíduos sólidos", finalizou o vice.


Diretoria de Comunicação

 




Data de publicação: 23/08/2013 - 13:43:54

Postar comentário

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do site. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Os leitores e usuários desse site encontram-se sujeitos às condições de uso do Clic Tribuna e se comprometem a respeitá-las.






Nome:

E-mail:

Mensagem:

Imprimir Indique a um amigo
Seu Nome

Seu Email

Email do Amigo
 
Comentários

Redes sociais

Publicidade Flores da Cunha AO VIVO PublicidadeWCI mais novoPublicidade Publicidade Publicidade Publicidade Publicidade Publicidade
Nossos produtos

Portal Clictribuna
Guia Comercial
Jornal Tribuna - Digital




Política de  Privacidade

Termos de Uso do Site
Atendimento

contato@clictribuna.com.br
Cachoeirinha
Rio Grande do Sul

(51)  9677.1086