Cachoeirinha 28 de Abril de 2017

Cachoeirinha

Stédile diz que vai reverter decisão do TCE

Ex-prefeito explica que na defesa vai comprovar que não houve prejuízos ao Fumap

Ex-prefeito explica que na defesa vai comprovar que não houve prejuízos ao Fumap Decisão de mudar as aplicações foi do Fumap, diz Stédile. Foto Roque Lopes/Arquivo - ClicTribuna

Roque Lopes | ClicTribuna

O deputado federal José Luís Stédile (PSB) disse agora há pouco que está muito tranquilo com relação a reforma da decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que o determinou a devolver R$ 1 milhão ao Fundo Municipal de Assistência e Previdência dos Servidores (Fumap). Stédile, que participa do Fórum Social Temático em Porto Alegre, explicou por telefone para a reportagem da Tribuna que a decisão de fazer o resgate de R$ 15 milhões de aplicações em títulos públicos federais para aplicação em renda fixa, igualmente lastreada por títulos públicos federais, foi tomada pelo conselho do Fumap.

“Eu estou muito tranquilo. Uma decisão como essa, envolvendo uma soma de recursos deste porte, não é tomada por um prefeito. A decisão partiu do conselho que é formado por trabalhadores”, argumenta. Segundo o deputado, a decisão do TCE relativa a esta operação feita em 2007, quando era prefeito, já era esperada. “Em primeiro lugar, é preciso destacar que o Tribunal está agindo de forma correta. Depois, a gente já está com a defesa pronta. Só não apresentamos ela por orientação da nossa advogada, pois corríamos o risco de a documentação não receber uma atenção maior. Agora, temos um prazo para recorrer e vamos apresentar documentos que comprovam não ter havido nenhuma irregularidade ou atitude que pudesse trazer prejuízos deliberados para o Fumap”, salienta.

Segundo Stédile, em vários municípios aconteceu o mesmo que em Cachoeirinha. “E estas decisões são tomadas com base em estudos técnicos e financeiros.” O ex-prefeito explica ainda que a contratação da corretora de valores sem licitação não ocorreu propositalmente. “As prefeituras não fazem operações assim no mercado financeiro e eu nem sabia que seria necessário licitar uma corretora para atender uma necessidade levantada pelos conselheiros do Fumap”, argumenta. Stédile lembra que o fundo nem existia quando ele assumiu a prefeitura. “Ele foi criado na minha gestão e vai muito bem. Hoje, tem mais de R$ 100 milhões. Eu reforço que estou muito tranquilo. Não houve má fé por parte de ninguém e nós vamos comprovar isso no recurso”, frisa.

Matéria relacionada

TCE condena Stédile a devolver R$ 1 milhão





Data de publicação: 25/01/2012 - 20:06:41

Postar comentário

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do site. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Os leitores e usuários desse site encontram-se sujeitos às condições de uso do Clic Tribuna e se comprometem a respeitá-las.






Nome:

E-mail:

Mensagem:

Imprimir Indique a um amigo
Seu Nome

Seu Email

Email do Amigo
 
Comentários

tarciso rosenhaim: se usou devolve,pois é PUBLICO A VERBA! se esta tranquilo pode devolver pois ganha muuito pra trabalhar 3 dias por semana. e ele não é o único .

25/01/2012 - 20:18

Redes sociais

Publicidade Flores da Cunha AO VIVO PublicidadeWCI mais novoPublicidade Publicidade Publicidade Publicidade Publicidade Publicidade
Nossos produtos

Portal Clictribuna
Guia Comercial
Jornal Tribuna - Digital




Política de  Privacidade

Termos de Uso do Site
Atendimento

contato@clictribuna.com.br
Cachoeirinha
Rio Grande do Sul

(51)  9677.1086